Lanterna

Ninguém gosta de esperar. Eu não gosto. Se imagino, já quero porque, quando imagino, na maioria das vezes isso significa possibilidade iminente. Sei – duma maneira bastante exata – o que posso e o que não posso. É são termos um pé que seja no real enquanto deliramos vida afora… Mas a realidade, essa minha atual rival, belicosa e pessoalmente contraditória, me castiga com longas esperas, com demorados replanejamentos e eternas revisões, pontuando meu caminho com sua coleção particular de pedras, alguns matacões me fazendo sombras assustadoras…
Não gosto de esperas. Mas mesmo assim caminho nestas sombras, decidido.
Porque te levo na mão direita.
E torcendo pra que as pilhas durem.

Anúncios

One Response to Lanterna

  1. Miriam Góes disse:

    Olá, Mod!
    Cheguei até este blog (ao antigo primeiro, na verdade) por indicação de uma graaaaande amiga minha, que você conhece bem, a qual não poupou elogios sobre você e seus textos.
    Vim conferir, e concluo que ela tem razão.

    Para começar, identifiquei-me bastante com este texto da Lanterna.

    Bem, por ora estou sem muito o que dizer, mas quero parabenizá-lo pelos blogs.

    Se quiser, faça uma visitinha ao meu.

    Até a próxima!

    Ah! Quem me indicou seu blog foi a Cintia, sua irmã ;o)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: