Sobre invenções

Um historiador elegeria o estribo de montaria como a invenção mais importante do mundo; desde 300 A.C., vindo da Índia, este acessório ajudou a estabilizar cavaleiros de exércitos em suas selas, o que mudou em pouco tempo e completamente a geopolítica do planeta.
Já um químico diria que foi o plástico, nascido em meados do século XIX, inglês de berço; junto com os hors concours cimento, madeira, ferro e vidro, essa onipresente matéria-prima da civilização é, entretanto, infinitamente mais versátil, funcional na terra, água, ar… e no espaço.
Mais abrangente, um médico votaria fácil no processo de purificação da água do Tâmisa, de 1829, como a fronteira entre saúde pública moderna e a alta mortalidade sanitária que antes vigorava.
Também temos a internet, que um educador chamaria simplesmente de revolução da informação, de conhecimento massivo acessível a preço irrisório e que ainda não mostrou toda a sua potencialidade.
Mas cada um desses votantes um dia brigou com suas esposas.
E foram dormir em sofás.
Na manhã seguinte, no topo de suas listas de melhor invento, encarapitada em dezenas de nomes riscados, figurava a palavra travesseiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: