Sim

Sim.
É tudo que tenho a dizer.
Sim, acato teus atos
Discordando em silêncio, de fato,
Concordando, exausto, em mentir que amar é,
Sim, meu erro maior.
Meu infausto.

Sim, ao teu pedido velado de que´u morra
Ou mate o que está dentro de mim. Sim!
A esta bruta realidade eu me rendo
E dou o fim esperado, exigido, clamado por ti…

Sim! Pra que não (te) reste remorso!

Sim! Pra diluir a (minha) saudade!

Sim! Pra que a luta não se torne guerrilh´em cidade
Ou batalha invernal, crudelíssima…!
Sim, eu te grito, exaurido!
SIM!
… sim…!

Sim.

Anúncios

One Response to Sim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: