Obcecação

 

… Ela começa como se fosse uma reação do corpo a uma pancada forte; um latejo toráxico fantasma; uma pulsação metálica interior, vez ou outra eriçada de pontas, felipana falange em patrulha, marchando em silêncio. É como um vulcão abissal que deseja virar ilha continental: borbulha poderosamente, ferve as profundezas, mas não marulha a superfície. É entidade açougueira, armada de faca tentando abrir caminho de dentro. É semelhante a um bilhão de soluços contidos emitindo minúsculas borbulhas que, pressionadas, singram arranhando os interstícios do peito, sublimando-se antes de se libertar. É febre fria, crassa e crônica. Cheia e vazante, de noite e de dia.
E é dor, enquanto viva. 
 

Anúncios

One Response to Obcecação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: